Gestão de resíduos em Cabo Verde será realidade em 2017 com execução do plano estratégico nacional

Lixo15

Cidade da Praia, 20 Set (Inforpress) - Cabo Verde vai ter em execução o Plano Nacional Estratégico para a Gestão de Resíduos no país em 2017, depois de concluir o projecto “Roadmap”, que arrancou em 2015 com o financiamento 1,5 milhões de euros.

Financiado pela Cooperação Portuguesa, ao abrigo da Iniciativa Portuguesa de Implementação Imediata em Matéria de Alterações Climáticas (FastStart), através da Agência Portuguesa do Ambiente, Fundo Português de Carbono e Camões Instituto da Cooperação e da Língua, o projecto “Roadmap” dos Resíduos em Cabo Verde tem várias vertentes.

Uma delas tem a ver com a sua primeira fase que incide nas áreas do diagnóstico, legislativa e formativa, em que os resultados serão apresentados hoje, na Cidade da Praia para, logo a seguir, se dar início ao desenvolvimento da unidade demonstrativa do programa.

O Governo, através da Agência Nacional de Água e Saneamento (ANAS), explicou que a segunda fase, que terá a duração de um ano, e com base nos resultados da primeira fase do “Roadmap”, proceder-se-á à execução de um projecto ligado às tecnologias de gestão de resíduos, que servirá para reforçar a formação e o acompanhamento e desenvolvimento de projectos tecnológicos.

“A segunda fase, que arranca em Outubro, contempla a realização de um programa de formação/informação e sensibilização junto dos diversos actores da sociedade civil, bem como, a elaboração de planos operacionais de gestão dos resíduos que prevê-se a sua conclusão para Novembro de 2017”, indicou a mesma fonte.

De acordo com a ANAS, a primeira fase do projeto “Roadmap” foi feita em colaboração com todos os 22 municípios, sector privado e a sociedade civil, lembrando que a elaboração de planos operacionais de gestão de resíduos, irão permitir aos municípios a implementação de sistemas de gestão de acordo com as orientações estratégicas doPlano Nacional Estratégico para a Gestão de Resíduos, porém enquadrada com a realidade de cada município.

As emissões de dióxido de carbono4 aumentaram 19 porcento (%) entre 1995 e 2000, sendo que em 2000 as emissões do sector de resíduos representaram 32% do total das emissões de CH4, com a deposição de resíduos sólidos a ser responsável por 97% desse valor.

Segundo dados oficiais, cerca de 66% dos mais de 520 mil habitantes de Cabo Verde vivem em centros urbanos e produzem mais de 220 toneladas diárias de resíduos sólidos, sendo que metade desse montante, 110 toneladas, é originado no município da Praia, que alberga mais de 50% da população total.

A sessão de apresentação dos resultados da primeira fase do projecto “Roadmap” é promovida pela ANAS a partir das 09:30 no Auditório da Caixa Económica e será co-presidida pelo ministro da Agricultura e Ambiente, Gilberto Silva, e pelo ministro do Ambiente de Portugal, João Pedro Matos Fernandes.

 

Fonte:http://inforpress.publ.cv/ambiente